Weby shortcut
Facebook
Instagram
Twitter

Patentes em Alimentos

Por Deuslirio Junior Atualizado em 03/10/17 14:47.

 

Código do Pedido:

PI 1106605-9

Data do Depósito:

15/08/2011

Área de Aplicação:

Alimentos

Título:

PROCESSO DE PRODUÇÃO DE PRODUTOS DE PANIFICAÇÃO ENRIQUECIMENTOS COM FARINHA DE FEIJÃO EXTRUSADO

Descrição da Funcionalidade:

O presente patente propõe a extrusão de farinha de feijão comum (Phaseolus vulgaris L.) das classes branco e colorido (carioca e preto) e a inclusão desta farinha extrusada em produtos de panificação substituindo farinha de trigo ou de milho em porcentagens de 0 a 70%, com ou sem adição de glúten. Para a obtenção das farinhas os grãos podem ser triturados em granulometria variando de 0,42 a 0,85 mm.

Nome do Titular:

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - UFG

Nome dos Inventores:

Kátia Flávia Fernandes (UFG) / Karla de Aleluia Batista.

 

Código do Pedido:

BR 10 2012 005273 3

Data do Depósito:

09/03/2012

Área de Aplicação:

Alimentos

Título:

FERMENTADO ALCOÓLICO DE YACON (SMALLANTHUS SONCHIFOLIA): PROCESSO DE OBTENÇÃO E SUAS APLICAÇÕES

Descrição da Funcionalidade:

A presente patente apresenta a elaboração do fermentado alcoólico através de raízes de yacon que foram submetidas à pré-tratamento de inativação enzimática. Em seguida, foi feito o processo de trituração, filtração e inoculação de leveduras. O mosto formado passou 12 dias pelo processo de fermentação rápida, 90 dias de fermentação lenta. O rendimento fermentado foi 67,6% contendo pH de 3,29, 10,9 °BRIX de teor de sólidos solúveis, 2,76% de açucares redutores, 0,06% de compostos fenólicos. 

Nome do Titular:

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - UFG

Nome dos Inventores:

Camila Cheker Brandão / Clarissa Damiani (UFG) / Eduardo Ramirez Asquieri (UFG)

 

Código do Pedido:

BR 10 2012 024405 5 A2

Data do Depósito:

26/09/2012

Área de Aplicação:

 Alimentos

Título:

PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MEIOS DE CULTURA CONTENDO FARINHA DE FEIJÃO EXTRUSSADA EM SUBSTITUIÇÃO A PEPTONA
E/OU EXTRATO DE LEVEDURA

Descrição da Funcionalidade:

A presente patente propõe a produção e extrusão de farinhas de feijão comum (Phseolus vulgaris) e sua utilização na substituição parcial ou total de peptona e/ou extrato de levedura em emios de cultura para o cultivo de leveduras e bactérias. Os meios poderão conter como fonte de carbono principalmente glicose representando de 0 a 65% da massa seca, como fonte de nitrogênio feijão extrusado em substituição parcial (10%) ou total (100%) de peptona e/ou extrato de levedura. Os meios podem conter ainda adição de sais minerais e outros elementos para crescimento de microrganismos específicos. O maior benefício do produto está relacionado com a produção de biomassa e expressão de biomoléculas superior àquelas obtidas em emios de cultura tradicionais, com um custo final inferior. Isso propiciaria um menor custo para o setor industrial biotecnológico que utiliza meios de cultura para a produção de biomassa e expressão de moléculas em microrganismos recombinantes.

Nome do Titular:

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - UFG

Nome dos Inventores:

Kátia Flávia Fernandes (UFG) / Karla de Aleluia Batista / Wendell Pereira Júnior

 

Código do Pedido:

BR 10 2017 007365 3

Data do Depósito:

10/04/2017

Área de Aplicação:

Alimentos / Tecnologia diversa 

Título:

EMBALAGEM COMESTÍVEL A BASE DE AMIDO DE LOBEIRA

Descrição da Funcionalidade:

Trata a presente invenção de uma embalagem comestível que apresenta alta solubilidade em água quente. A embalagem possui na formulação o amido de frutos da lobeira, uma planta arbustiva abundante no bioma cerrado, e cujo fruto não apresenta características sensoriais apropriadas para o consumo in natura. O álcool polivinílico e o glicerol, também são componentes essenciais para a produção da embalagem, e conferem ao material tanto transparência quanto elasticidade. Além de transparente, a embalagem pode ser produzida em diversas cores, podendo ainda se empregar essências com a finalidade de realçar o sabor dos alimentos. A grande vantagem do uso desta embalagem, reside no fato de que não há geração de qualquer resíduo durante e após a sua utilização, o que não ocorre com as embalagens convencionais.

Nome do Titular:

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - UFG

Nome dos Inventores:

Kátia Flávia Fernandes Silva (UFG) / Maurício Vicente Da Cruz

Listar Todas Voltar